Aventura quando novinho

Amateur

Aventura quando novinho
Quem sou:
Sou uma cara normal de 30 anos, gordinho, culto, boa situação financeira e adoro pornografia.
===
Infância:
Desde cedo tive contato com pornografia, meu irmão mais velho de 8 anos de diferença comprava revistas e as deixava no quarto guardado em uma gaveta, como sempre estava no quarto dele por conta do vídeo game, acabei encontrando a gaveta “encantada”, lembro-me que tinham diversas revistas de fotos que formavam uma historinha, e com elas pude dar inicio a minha sexualidade e ao meu entendimento do sexo, eu tinha 7 anos.

Minha família tinha uma casa de praia e íamos todos, inclusive tios e tias, por consequência minhas primas(mesma idade que eu) estavam sempre junto comigo e com elas acontecer
Informação físicaam as primeiras carícias (ver e passar a mão em uma bucetinha lisinha, um peitinho que nem existia e receber carinho no meu pau, que nesta época era pouco desenvolvido, porém já ficava bem duro era o máximo que eu fazia).
Engraçado os pais não terem noção da curiosidade e a sexualidade que uma criança pode ter, minha avó era esperta e entendia isso e sempre que podia vinha nos “fiscalizar” e esse controle atrapalhou esses avanços sexuais.
Tenho uma lembrança desta época, de um dia estar na escola e com muito tesão ter ido ao banheiro de lá pra me masturbar, eu tinha 9 anos.

===

Adolescência:
Garoto normal, estudante, ativo e com muita imaginação e material de pornografia. Nesta época meu irmão já tinha vídeo cassete e a gaveta encantada do armário já não era equipada somente com revistas tinha inúmeros videos e dezenas de histórias.
Como ele já trabalhava e o quarto estava desocupado, ficava no quarto dele me masturbando quase a tarde toda, lembro que eu gozava (sentia prazer) mas não ejaculava absolutamente nada.

Minha irmã, mais velha que eu por apenas 2 anos tinha uma amiga que sempre estava na minha casa, e viajava também pra nossa casa de praia e lá tive minha primeira experiencia mais forte com uma menina.

Eu já tinha uns 12 anos e estava doido pra fazer algo, e a noite sempre brincávamos de gato mia (uma brincadeira em que ficávamos todos num quarto bem escuro e que um especifico ficava tentando pegar qualquer pessoa e tinha que acertar qual pessoa era depois da mesma dar um miado) e claro eu aproveitava a escuridão para roçar na amiga da minha irmã, o que já me deixava de pau duro, mas para minha surpresa a amiga da minha irmã percebeu isso e pegou no meu pau e deu uma apertada,- nossa! Coração acelerou a respiração ficou ofegante o pau ficou com uma rocha, no meu ouvido ela veio e disse> Delícia, eu quero mais!
Como a brincadeira estava rolando, o máximo que ela fez foi beijar minha boca e apertar meu pau por cima da bermuda e não demorou muito a brincadeira acabou e ela me prometeu mais depois.

E o que aconteceu na manhã do dia seguinte foi sensacional, ela me disse que na praia me daria uma surpresa, e foi mesmo!

A nossa praia era na verdade uma lagoa de água clara e era rasa mesmo depois de nos distanciarmos da margem e esta foi a desculpa pra ficarmos longe da areia – andar até o “fundo”. Nesta caminhada íamos andando como se estivéssemos agachados para que a água estivesse na altura dos ombros e logo de inicio ela tirou o sutiã e foi a primeira vez que vi um peito de uma mulher (ela tinha 14 ou 15 anos)ela me olhou e perguntou com olhar de safada> gosta do que vê? quero que olhe, apenas isso! Ela andando e eu do lado olhando aquele lindo peito, o pau estourando a sunga e ela me diz> já já eu quero que tire a sunga porque eu quero ver esse pau e tocar uma punhetinha bem gostosa nele.

Quando nos distanciamos da beira ela me ordena que a toque, e eu passei a mão naqueles seios lindos e deliciosos e comecei a beijá-la desesperadamente, eu sentia a língua dela tocando meus lábios, minha língua, chupava minha boca, mordia… nossa e passando a mãos nos seios dela e encostando meu pau duro na buceta dela, porque nessa altura ela já tinha se encaixado por cima de mim.
Então tirou a calcinha e mandou olhá-la, isso me deixava louco, vendo uma mulher toda nua ali na minha frente, e ela mandou olhar e gravar na memória, isso durou uns minutos, ela me olhava nos olhos porque sentia que eu estava doido de tesão de devorá-la, e ela gostava de me seduzir.

Ela disse que ia me ensinar a tocar siririca, e disse> tira a sunga, quero ver seu pau duro – e então ficou olhando pro meu pau e se tocando e me perguntava, ta aprendendo como toca?
E ela se tocava me olhando e eu me masturbava olhando pro corpo todo dela dentro daquela água cristalina.

Então ela se aproximou mais e pegou a minha mão colocou no grelinho dela e disse, mexe gostoso assim, ela estava de lado pra mim e eu encostado no corpo nu dela, e pela primeira vez acariciando uma mulher, estava doido de tesão, ela me guiava com mão sobre a minha e tocou até gozar, gemeu gostoso demais e sentir o corpo dela encostado no meu chegar ao ápice do prazer foi uma das melhores sensações que tive na vida até o aquele momento.

Quando ela acabou disse que era a minha vez, montou em mim mas não enfiou o pau, ficou roçando e falando que eu não podia gozar e muito menos enfiar, eu fiquei doido mas ela disse que era virgem também, então depois de uns minutos roçando a buceta na cabeça do meu pau ela diz> agora eu vou deixar você gozar, e começou a tocar uma punheta deliciosa e eu gozei bem gostoso, ela sorriu e voltamos pra perto da areia.

Tive outras experiencias menos excitantes que essa, que vou passar para que não fique um texto muito longo.

Bem, com 15 anos mudei de colégio para um preparatório pro vestibular, e fiz novos amigos. E tinha um amigo que o pai era separado e ele trabalhava até tarde, e o apartamento ficava vazio essas horas todas. Nessa época era febre entrar em site de acompanhantes, e claro não demorou muito tempo até que tivéssemos a ideia de chamar profissionais na casa dele pra tirar nossos cabaços. A primeira vez fomos em 3 amigos, ligamos pro site, escolhemos as 3 meninas mas a que eu queria estava indisponível e a atendente disse que tinha uma menina linda do sul que não queria colocar as fotos no site porque tinha medo dos familiares descobrirem, eu ingênuo disse que poderia ser. Durante a espera meus amigos diziam que eu era muito bobo de ter caído na lábia da atendente. O maior nervosismo do mundo esperando as profissionais chegarem e eu já na expectativa da minha ser feia.

Pois bem, quando as 3 chegaram a minha era a coisa mais linda que eu tinha visto na vida, era a cara daquela atriz Luiza Valdetaro (copia e joga no google e sente o drama) eu só pensava que a minha ingenuidade tinha me ajudado muito, meus amigos com cara de inveja, e eu feliz que ia perder a virgindade com a mulher mais bonita que tinha visto.

Pedimos pra que elas fizessem um strip-tease pra gente, e a puta do meu amigo nos olhou e disse> sem beber ás 15:00 da tarde vai ser difícil e nessa hora a minha puta tirou toda a roupa ficou de 4 na sala em frente a tv e perguntou se o vídeo game que tinha ali era o nintendo 64, porque era igual ao que tinha comprado pro irmão dela, meu coração parou e voltou a bater com tanta força que achei que iria passar mal, ela era linda,não tinha um único pelo no corpo, a primeira vez que eu via uma mulher de 4, sua buceta e cu bem depiladinhos – tive a certeza que seria viciado nisso na hora, era a visão mais linda que tive a oportunidade de presenciar.

Totalmente apaixonado por ela instantaneamente a peguei pelo braço e a levei pro quarto, ela estava pelada e eu hipnotizado por ela, então tirou minha bermuda e disse> que pau bonito e cheiroso vou chupa-lo todo! e mordeu os lábios como se estivesse com tesão, nossa eu fiquei maluco e só pensava na coisa mais gostosa que já tinha sentido na vida, um boquete! – ela me olhava com aqueles olhos verdes com meu pau duro na boca dela, nossa!!!!! como estava num misto de sentimentos de nervosismo e tesão não gozei no boquete que deve ter durado uns 15 minutos, e então ela parou de me chupar, colocou a camisinha no meu pau com a boca e deitado na cama ela cuspiu na mão passou na buceta e montou no meu pau, bem devagar, eu via entrando meu pau nela centímetro por centímetro, não sabia que uma buceta era tão quente, que sensação incrível, ela começou a fuder devagar pra que eu visse o pau entrar e sair, e começou a acelerar os movimentos e fazer com um pouco mais de força e começou a socar num ritmo forte e delicioso…o meu tesão só aumentava junto com a força da respiração, com a temperatura do corpo, com a batida do coração e aqueles gemidos deliciosos que eu escutava.

Ela, totalmente dona da situação porque eu tinha dito que era virgem, saiu de cima, ficou de 4 e me ordenou> me come de 4!
Eu a vendo de quatro, aquela visão linda da buceta e cu depiladinhos, eu em pé fora da cama comecei a enfiar meu pau nela de novo, e por sorte errei o buraco e foi entrando no cuzinho, e ela diz> você quer o cuzinho? – então tenho que lubrificar!
Pegou um gel, passou no meu pau, no cuzinho e disse, mete com carinho agora meu anjo… nossa, aí eu descobri que o que poderia ser melhor que a buceta dela, o cu! Era mais quente, mais apertado e escorregava devagar e ela falando pra eu ir devagar e com uma carinha de dor, meu Deus estava comendo o cu dela e aquilo me deixou alucinado de tesão e a comi por uns 3 minutos e gozei, que sensação.

Eu estava apaixonado, tirei a camisinha e quis ficar agarradinho nela… não sei até hoje porque ela deixou, ficamos conversando mais uns 15 minutos e eu passando a mão nela, até que resolvi come-la mais, e ela disse pra eu vir por cima, coloquei outra camisinha e comecei a fazer um papai-mamãe, fui enfiando devagar pra ver meu pau entrar na buceta dela e a paixão era tanta que quis beija-la na boca mesmo sabendo que puta não gosta, então tentei beija-la e ela deixou, nossa, descobri como era bom fuder beijando na boca, não queria que aquela sensação terminasse, e consegui fuder daquele jeito por uns 10 minutos, enfiando devagar e forte, socando ás vezes e a beijando na boca, passando só a língua na língua dela e assim gozei de novo.

Ainda estava com muito tesão e a pedi pra deixar gozar em cima dela, ela sorriu e perguntou onde eu queria, e eu queria gozar no peito dela e comecei a punhetar bem perto da cara dela e foi assim que a lambuzei de porra, adorei escuta-la pedir leitinho quente, e ver minha porra escorrer no corpo dela.

Ela então foi tomar banho e eu pedi pra ficar olhando, foi hipnótico, aquela mulher que eu acabara de fuder do jeito que veio ao mundo, se lavando, lindo, lindo, lindo!
Acabou o tempo, elas foram embora e eu fiquei viciado em fuder.

===

Adulto:
Fizemos essa aventura na casa do meu amigo mais umas 5 vezes em 2 anos, foi divertido e já tinha experiência com garotas de programa, passamos no vestibular, fomos pra faculdade e não tínhamos mais a oportunidade de usar o apartamento dele pra este fim.

quando tiver mais tempo, termino meu perfil…

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir