O herdeiro II

O herdeiro II
Olá pessoal, lá vai a continuação do conto “O Irmão Novo”
Meu nome é Emerson, sou moreno (não tão negro, não tão branco) tenho o cabelo preto estilo Nathan Kress, olhos castanhos escuros, magro.
Meu irmão Lucas, é loiro, branco, olhos castanhos, cabelo estilo Gustavo Lima, uns músculos no braço, atualmente, está com a pele bronzeada do sol das praias de Natal/RN
Vamos ao conto, este conto é verídico, Ele ficou com um pouco de raiva de mim porque eu coloquei o conto dele e eu aqui sem a permissão dele.
Nesses dias pra cá foram só sexo a noite, menos na noite em que tem chuva pois ele chora e etc. Ontem foi o dia dos Pais, meu pai e minha mãe foram viajar para a casa dos meus avós e não puderam nos levar, eu e o Lucas iriamos passar todo o final de semana juntos e sozinhos.
No sábado, ele acordou, já estavamos sozinhos, ele veio até minha cama, e começou a chupar meu pau (isso aconteceu quando eu estava dormindo, se ele fez mais alguma coisa eu não sei, o que sei é que ele veio até mim e começou a me chupar) eu acordei com ele me chupando, ele tinha uma boca maravilhosa, quase que eu gozei só com uns 4 minutos. Depois quis me beijar, não quis beijar ele pois eu ainda não tinha escovado os dentes, mais ele foi insistente e me beijou muito, ainda dava pra sentir o gosto da minha rola na boca dele, eu fui descendo, e descendo e arranquei a cueca dele e o pau saltou na minha cara, chupei gostoso aquele pau de quase 19cms, chupei que ele gozou na minha boca sem avisar, só senti aquela gosma quente escorrendo pelo meu queixo, engoli tudo o que pude, e ele veio disse: Hoje vai ser você que vai me fuder, vocÊ tirou minha virgindade de rola, vai tirar minha virgindade do cu. Eu nunca pensei que aquele tesudo fosse virgem. E eu tinha tirado a virgindade dele, do jeito que ele me fudeu da primeira vez, nunca iria imaginar que ele fosse virgem. Fiquei surpreso com o que ele disse.
E falei: É isso mesmo que vocÊ quer?
Ele: Sim, eu te amo, depois vou te pedir uma coisa.
Eu: O que é?
Ele: Depois eu falo, mais me fode agora, vai.
Botei ele de frango assado, pois essa é a melhor posição para tirar vigindade de cu (é o que eu acho)Ele me pediu para eu ir devagar (pra falar a verdade, não gosto de ser ativo, mais como meu irmão pediu pra eu tirar a virgindade, eu não queria que outra pessoa fizesse isso) ele me pediu pra ser sem camisinha e que gozasse dentro, concordei e comecei a beijar ele, passei um pouco de creme no meu pau e no cu dele, pus um dedo e ele gemeu de dor e pedi para ele relaxar, depois coloquei dois dedos e ele gemendo de dor, tirei e ele disse que não estava doendo, que era o tesão que ele estava gemendo (dava pra ver na cara dele que estava doendo) ele me pediu pra por logo o pau e eu disse que não, que iria doer muito pra ele, ele praticamente me obrigou depois de muita conversa, fui posicionando meu pau no cuzinho virgem dele. Encaixei e fui forçando, entrou a cabeça, vi uma lágrima saindo do seu olho, eu vi e fui retirando o pau devagar e ele disse que não era pra tirar, ele me mandou que continuasse, eu fui forçando mais um pouco e vi uma lágrima saindo dos dois olhos, eu retirei o pau, ele me obrigou a colocar novamente. Sinceramente não gosto de fazer sexo forçado, gosto que na relação, ambos devem estar sentindo tesão e não só um. Eu o abracei e vi que um pouco de sangue estava saindo do seu anus, ele pediu que pegasse um pouco de creme e que colocasse mais no seu cu e no meu pau e que fizessemos sexo.
Eu não queria, mais como era uma coisa especial para ele, coloquei a música “Tu Amor” “Este Corazón” “Salvame” “Solo Quedate En Silencio” e “No pares” da banda RBD para tocar repitidas vezes (Quem quiser ter um momento romântico na hora da relação, escolha essas músicas, recomendo. Mais existe duas versões da música “No Pares” uma bem agitada e outra bem calma)
Fui introduzindo meu pau no cuzinho dele, encaixei a cabeça, e ele se contorcia de dor, e mais lágrimas saiam dos seu olhos. Não queria fazer o que fiz mais foi preciso, não aguentei mais e enfiei tudo de uma vez, ele deu um grito alto, segurei ele pela nuca e o beijei e não fiz nenhum movimento, não sei o porque mais comecei a chorar com ele, comecei a beijar ele, ele me dava tapas e deixou minhas costas toda arranhada com suas unhas. Depois de uns minutos ele se acalmou, eu logicamente pedi desculpas, ele falou que já iria me pedir pra enfiar logo tudo. Comecei um vai e vem devagar, ele arranhava mais e mais minhas costas e meu braços, eu não sentia dor, só prazer. Só sei que depois ele estava de 4 e eu dando estocadas nele, eu ia cada vez mais rápido. coloquei ele de frando assado novamente, e começou a bater punhete em seu pau até que ele gozou, o gozo foi tão forte que foi direto em minha testa e no meu peito, o gozo da minha testa foi escorrendo e chegou até minha boca, pequei o do meu peito e coloquei em sua boca e falei: Bebe, bebe seu próprio gozo sua puta, vai chupa meu dedo. Enfiei dois dedos melados de porra em sua boca e ele chupou o meu dedo e eu não aguentei e gozei dentro dele, foi um jato forte e quente. Tirei meu pau e estava melado de sangue, perguntei se não estava doendo, ele me disse que não e me chamou pra ir tomar banho. Tomamos banhos juntos, lavei todo aquele corpo e ele lavou o meu, fizemos nossa higiene matinal, depois nos vestimos e as minhas costas começaram a arder pois minha pele quase que foi rasgada com ele ma arranhando. Mais tarde, nosso amigos chegaram lá em casa e Matheus foi junto, Lucas não gostava de Matheus e ele já tinham até brigado, Lucas disse que foi por minha causa, mais não me falou o porque e o que Matheus tinha falado, mais tarde fiquei sabendo o motivo. não dava pra esconder meus braços todo arranhado. E depois de muita bagunça Matheus me puxa para o meu quarto e o de Lucas sem ninguem perceber e me pergunta se eu e o Lucas tinhamos transado.
Matheus: Vocês transaram não é?
Eu: E se transamos, é da sua conta? eu e vocÊ não temos mais nada.
Matheus: Até um tempo atrás tinhamos alguma coisa.
Eu fiquei calado e ele me pega pelo braço e me joga na cama, e fica me olhando, pensei que ele fosse me bater ou coisa parecida, ele se joga em cima de mim e me beija. Ficamos nos beijando, e ele sai de cima de mim e diz: Vê se não esquece disso. Matheus sai e eu Fiquei um pouco no meu quarto pensando no que tinha acontecido. Quando desço Matheus já tinha ido e as meninas pedem pra eu ir com elas até lá fora pois já estavam indo também e até que uma elas me fala: Ela: Eaaeeh, conta tudo
Eu: Tudo o que?
Ela: VocÊ transou com aquele tesudo do teu irmão né e ele te arranhou todinho né?
Eu: é, quem sabe…
Todas: HUUUUUUUUUUUMMMM
Ela: Ei, vocÊ transou com seu irmão e já deu uns pegas em Matheus!
Eu: O que? Não é verdade.
Ela: Não disfarça, você e ele ficaram um tempão no quarto trancados e Lucas ficou bufando de raiva.
Eu: é sério?
Ela: é sim, depois Matheus saiu todo sorridente, perguntamos o que foi ele disse que não foi nada, enquanto ele falava, Lucas e Matheus se encaravam e depois Matheus foi embora, foi ai que você chegou.
Eu: Minha nossa, mais é sério eu e Matheus não tivemos nada.
Ela: Nada Mesmo????
Eu: Tabom, ele me beijou mais foi só isso
TodAS: Hurrum, sei…
Eu: É Sério.
Ela: Ok, você se resolve com seu irmão pois do jeito que ele está…
eu: Como assim do jeito que ele está?
Ela: Ele ficou com muita raiva desde que o Math foi embora.
Eu: Tabom meninas eu vou falar com ele. Boa noite até amanhã.
eLA: Até amigo
Ela: Boa noite, vocÊ vai precisar..
Cheguei na sala, Lucas estava assistindo TV e de cara fechada, foi e sentei do lado dele e fui beijar ele e ele se esquivou, eu perguntei o que foi?
Ele: O que foi? o que foi? Eu me entreguei pra vocÊ e depois você se tranca com Matheus no quarto e depois vocÊ vem me perguntar o que foi?
Eu: Calma, não aconteceu nada, ele foi só me perguntar o que a Karol(Karol era uma outra amiga nossa) gostava pois estava chegando o anoversário dela. (Sou ôtimo em contar mentiras)
Ele: Eu já sei que vocÊ já transou com Matheus, eu já sei que vocÊs já namoraram, Matheus me falou que ele tinha te comido e começou a falar várias merdas sobre você, foi por isso que eu e ele brigamos.
Eu: Olha, eu e ele já ficamos sim
Ele: Ta vendo, aposto que vocÊ já dar pra ele.
Eu: Deixa eu terminar, eu e ele já tivemos momento bons, mais já se passaram, agora eu estou com você. Ele é uma coisa passada.
Ele: E o que ele foi fazer no quarto
EU: Me perguntar se eu e vocÊ tinhamos transado, eu e ele discutimos e foi só issso tabom? (Não falei do beijo, e não vou deixar ele ler este conto nunca rsrsrsr Vai ser um risco que vou ter que tomar)
Ele: Me desculpa, é que eu tenho muito cíumes de vocÊ
Eu: eu percebi
Lucas me abraça e mais tarde, quando estavamos na cama
Lucas: Bebé (Ele me chama de bebé) lembra aquela coisa que eu disse que queria te disse que iria te contar.
Eu: Quando?
Ele: Hoje de manhã na hora em que fomos transar
Eu Lembrei e falei: Lembrei, ma conta vai
Ele veio até minha cama e me surpreendeu com o que ele me perguntou:
Que namorar comigo?
Eu fiquei sem reação, não respondi. Não respondi com palavras e sim com um beijo.
Eu: Quero ficar com vocÊ a vida toda.
Ele: Eu te amo
Eu: Eu também
Dormimos abraçados a noite toda
Gente, vou falar mais uma vez, esta história é totalmente verdade, tem gente me criticando falando que não é pra eu colocae mentiras no site. Mais este conto é Veridico, pode até parecer falso, mais é totalmente verdade e isso tudo esta acontecendo recentemente, por isso tem mais detalhes e eu me lembro de quase tudo o que ele me disse, o que eu disse a ele, Praticamente tudo, por favor leitores, se vocÊ não acredita na histôria, por favor não venha me xingar.

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir