Tara pela sogra

Tara pela sogra
Eu nunca tive tara por sogras até conhecer a minha futura. Ela não é um primor, tem teta e bunda normal, tudo muito comum, mas o que me chama a atenção é o jeito como ela se veste, ela é dona de casa, mas quando se arruma pra sair, se tranforma, parece outra pessoa. Eu sempre tive tezão por ela, principalmente pelo cheiro de buceta que ela tem, minha mulher me comentou uma vêz, mas foi muito superficial o comentário, e foi muito rápido, nem sei como surgiu o assunto, mas ela me falou que a minha sogra tem um cheiro muito forte e tem vergonha, eu me lembro de ficar de pau duro na hora, eu sempre tive tara por coroas, e por cheiro forte na buceta, não é sujeira, é cheiro mesmo, forte.
Fiquei com essa coisa na cabeça, muitas vezes quando a gente ia lá pra almocar e jantar, eu tinha que comer e sair rápido, dava uma desculpa qualquer, eu ficava com muito tezão, não dava pra controlar, porque eu acabava sentido o cheiro dela. Uma vêz, eu tive que voltar da praia em virtude do meu trabalho e o meu sogro perguntou se eu não poderia ficar de caseiro na casa deles, na mesma hora eu aceitei, ai foi o paraiso, cheiguei e dei uma verificada na casa pra me assegurar de que eu estava mesmo sozinho e fui pro quarto que ela tem, um vestiário, não sei o nome, cheguei lá e estava cheio de roupas dela espalhada, e do lado de uma banqueta, tinha umas roupas empilhadas, e no meio estava umas 3 calcinhas dela, não em aguentei, tive que cheirar, que cheiro bom, gozei só de sentir o cheiro de buceta.
Mas tudo é em família, é tudo muito familia pra nós, eu sempre vi minha sogra de camisola e sempre senti esse cheiro de buceta, mas sei lá, nunca tinha ligado o nome a pessoa sabe, ela não é um primor, como falei, mas é bonita sim, ela tem um porte como diz uma amiga minha “ela é uma coroa tezuda, não é bonita, mas dá tezão”, hahahahahaahhaahahah.
Um dia, eu e minha esposa iamos sair e tinhamos que chegar lá na casa dela, pra pegarmos umas roupas, e quando entramos ela tava sózinha, fazia muito calor, mas depois nós iamos voltar pra lá, eles iam viajar, quando a gente entrou ela disse que estava quase descendo, ela nos chamou e por um motivo que não me lembro, minha esposa não podia subir, era uma casa de 2 andares, elas se falaram como se estivessem gritando, ai minha sogra pediu pra alguém subir então, que ela queria me explicar um funcionamento de um aparelho que estava lá, era novo, minha mulher perguntou se podia ser eu, e ela grutou que sim, eu subi e quando cheguei no quarto onde ela estava tomei um susto, ela tava de chorte e só de sutiã, puta merda, eu não sabia o que fazer, se olhava pra ela ou pro chão, olhei pro chão, ela chegou perto de mim e começou a explicar como funcionava a TV, estas smartes, só que eu não conseguia me controlar e e por 3 vezes ela me pegou olhando pras tetas dela, era um sutia meio transparente, dava pra ver bem, a aoréola e os bicos grandes, bem rosados, até que uma hora ela falou bem baixinho “presta a tenção guri, para de me olhar” eu pedi desculpas mas não consegui para de olhar, e aquele cheiro de buceta entrando no nariz. E por mais 2 vezes ela me pegou olhando e falou de novo e bem baixinho “para criatura, mas que coisa, eu sou velha guri, e tua sogra, me respeita” e eu não me controlei “desculpa, mas eu não tenho culpa se a senhora é bonita, mas não quiz faltar com respeito” e ela ficou sem saber o que dizer e acabou gaguejando e falando meio embrulhado “muito obrigada, a anos que não me acham bonita, nem sei oque dizer” e eu respondi e olhando pras tetas dela “não precisa dizer nada, só mantenha segredo” e ela balançou a cabeça e me deu um beijo no rosto, e perguntou no meu ouvido “foi tu que mechei nas minhas calcinhas aquele dia que ficou de caseiro aqui né, não mente pra mim”, eu gelei, mas tomei coragem e falei “elas estavam em cima de um banquinho e eu fui fechar a janela e bati sem querer, só tinha 3 peças, e ela ” a tá, é, 3 peças né ? é, sei, tu é bem detalhista”, eu perguntei, ” a senhora vai contar pra alguém?” “Deus nos livre guri, ta loco, a gente morre, nem brinca com uma coisa destas”.
Desde esse dia, ela me tratou diferente, a gente chegava lá e ela sempre dava um jeito de a gente ficar sózinho por uns minutos e ela sempre era muito simpática. A relação dela com minha mulher não é das melhores, elas vivem bringando, e pra ajudar, minha sogra ainda toma remédios e vai a psiquiatra, nunca me envolvi, mas elas nunca se deram.
Um dia, antes de o meu filho nascer, nós iamos em uma festa, de uns amigos deles, chemamos os 4 e estava tudo muito bem, até minha sogra reclamar que estava tonta, por causa dos remédios, o meu sogro disse que levava ela pra casa, e ela disse que não dava, a gente tinha acabado de chargar e ficava chato, e eu me lembro que não daria mesmo pra ele sair naquela hora, não lembro direito, mas nem ele e nem minha esposa poderiam sair, ai minha mulher disse que eu poderia levar ela em casa, eu não conhecia ninguém da festa, não ia fazer diferença mesmo, minha sogra me olhou e disse que se eu não importasse ela aceitaria. Saímos da festa em direção ao estacionamento, ela segurou no meu praço e eu gelei, ela bem firma, chegamos lá, eu abri a porta pra ela, entrei e saímos, qua da a gente saiu ela falou “graças a deus saí daquela merda” eu perguntei rindo se era tudo armação e ela disse que sim, nós dois rimos e o papo foi tranquilo, foi tão tranquilo que ela falou “sabe que to com uma daquelas clacinhas que tu cheirou?”, eu olhei pra ela e arregalei os olhos e pergunei como assim, e ela rindo me disse “guri, eu tenho 62 anos (eu tinha 35 na época) tu acha que eu não sei que tu sente tezão por mim? acorda, claro que tu cheirou minhas calcinhas” fiquei branco, me deu uma dor no estômago, mas aguentei, me lembro de pedir desculpas e ai ela me cortou na hora e disse “não me importo, não dou bola pra isso, vamos fazer um trato, admito que no começo me deu muita raiva e nojo de ti, mas depois a idéia de ter uma admirador também foi ótima, ter alguém que te idolatra é muito bom, a gente faz assim, tu sabe que eu a tua mulher não somos muito amigas né, pois bém ,eu deixo tu continuar cheirando minhas calcinhas e e olhando e em troca tu fica me devendo um favor”, eu claro que aceitei, nem sei que favor é, mas por enquanto esta bom.
Naquela noite ela foi muito legal comigo, até os beijamos, não rolou nada mas ela perguntou se eu queria ver ela se trocando, claro que disse que sim, quando eu me dei conta ela estava se trocando e credo, que vista linda, que buceta, isso é que é buceta de mulher de verdade, bem cabeluda, com um cheiro forte, ela tocou a calcinha no chão e disse pra eu cheirar, eu vi que era uma fantasia e entrei junto na onda, ajoelhei e ela me olhou bem firme e disse pra eu cheirar “isso, cheira bem, isso, assim, que cheiro tem?”, cheiro de mulher de verdade disse eu, ela riu foi até a janela entreabriu, apagou a luz do quarto, só deixando a do corredor, me olhou e disse “eu devo ta loca, mas mas tu ta loco pra me comer ne? vem rápito, mas é rápido, não demora” eu disse que não tinha camisinha, ela riu e falou que “eu sou mulher de verdade, não tenho essas frescurar, sou operada, sempre tive um só homem, nunca saí com nem um outro, esquece essa droga e pode gozar a vontade, mas faz rápido antes que chegue alguém”.
Ela ficou de 4 e eu meti, ela arregalu os olhos disse “credo, meu deus do céu, tu é loco menini”, eu socava e cad vez que eu meti ela dava um grito mordendo o traveseiro, eu sentia ela gozando perna a baixo, porque casa vez ela tremia e relachava eu socava e ela dava um grito e eu segurava pelo sutiá pra ela não fugir, tipo égua mesmo e ela gemia, depois se virou, me olhou fixo nos olhos e eu soquei na buceta lambuzada e gozei, ela me abraçou e me beijou e disse bem na hora “calma, isso goza fundo, isso, assim, calma, eu to aqui, calma” e ai eu fui relaxando e relaxando e foi ótimo. Depois disso, semrpe que dá um tempo a gente se vê, não sei oque vai dar disso tudo, mas as vezes rola um ciumes da parte dela e do meu, mas nós sabemos que jamais vai sair disso ela me disse.
Não sei o que vai sair disso, mas estou aproveitando o máximo que da. Hoje eu tenho 38 e ela 65, nos damos bem, para os demais, somos duas pessoas, sogra e genrro que não se entendem muito bém, as vezes temos uma briguinha, e depois ela me liga damos risadas juntos, não sei o que vai dar, como falei, mas aproveito o que surge, se é certo ou não? Depende do pontode vista, talvez pra uns é, pra outros não seja, pra nós esta bom e é assmi que será.

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir