Estupro de dois taxistas no Motel.

Estupro de dois taxistas no Motel.
Estava em Porto Alegre me prostituindo uma noite, quando terminei resolvi pegar um taxi para dormir em um Motel.
Sou branquinha, tenho 22 anos e sou magrinha e tenho olhos verdes e sou bem safada. Mas não estava me prostituindo porque gosto e sim por uma raiva comigo mesma.
Peguei um taxi de um rapaz jovem, gordo, mulato com altura de 1,75 e que conversava bastante. Me convidou para uma cerveja. Eu aceitei o convite, fomos para um bar e ficamos bebendo e falando de nossas vidas, até que bebi tanto que pedi para que me levasse para um motel.
Ele me perguntou se eu não tinha vontade de me divertir, eu disse que sim, então ele foi comigo para o Motel.
Quando entramos no quarto, eu estava bem louca de beber e outras coisas, comecei tirando a roupa, e chupando.
Pegava no meu cabelo com força e me batia na cara enquanto dizia:
-TOMA TODO O MEU LEITE SUA VAGABUNDA, VOU TE USAR TODA.
Senti tesão de estar sendo usada. Um sensação de estar sendo bem puta e dando prazer para um desconhecido.
Chupei até ele gozar na minha boca….engoli toda a porra.
Me botou de costas deitada e começou a me comer sem parar a boceta, assim foi até que chegou em um momento em que eu comecei a ficar mal.
Então ele ligou para um amigo também taxista.
-CARA, VOCÊ PODE VIR PARA O MOTEL ESTOU COM UMA MINA E ELA NÃO TA MUITO BEM, PRECISO DE ENERGETICO.
Desligou o telefone. E logo após 20 minutos o amigo dele bateu na porta.
Ele era magro, estatura mediana, branco e 27 anos.
-VAMOS BUSCAR ENERGETICO.
Depois de irmos buscar, voltamos ao Motel.
-CARA VAMOS ENTRAR, CURTIR UMA FESTINHA COM ESSA MINA, ELA ESTÁ LOCONA MESMO. VAMOS APROVEITAR.
Eu cheguei no quarto usei energetico e estava muito anestesiada.
Tiraram minha roupa, Abaixaram as calças e me fizeram chupar dizendo ofensas:
-VADIA, PUTA CHUPA, TIRA O MEU LEITE.
Era um pau, depois o outro, um metia e depois o outro.
Me pegavam pelo cabelo com força e metiam o pau até o fundo, um deles começou a me dar tapas na cara me humilhando.
-ENGOLE TODO O MEU LEITE SUA PUTA.
Gozaram na minha boca e cara, e eu engoli toda a porra e senti tesão para dar.
Primeiro o mulato tomou a iniciativa, me virou de costas me pos de quatro encima da cama e meteu na minha buceta segurando na cintura e dizendo
-VOU TE USAR TODA.
O Branco chegou se ajoelhou frente a mim e meteu o pau na minha boca, me senti uma vagabunda.
Ficamos nesta posicão por algum tempo entao o branco me puxou pelos bracos e me pos encima dele comendo minha buceta, naquela posicão sabia que o outro poderia vir por traz e senti a vontade de ter dois paus dentro de mim e disse
-METE NO MEU CU.
O mulato se preparou pegou meu cabelo com forca com uma mão enquanto a outra direcionava o pau no meu cu e comecou a meter, agora os dois dentro de mim, enquanto o mulato me comia me batia no rosto e eu pedia.
-ME BATE, ME USA, ME CHAMA DE PUTA….
-SUA PUTA, VAGABUNDA, CADELA…
Gemia de dor e prazer dizendo;
-METE MAIS, COM FORÇA,
Seguimos esse ritmo por bastante tempo até não aguentar mais, eu gritava de dor pedia para não meter mais.
-AHHHHHHH, NÃO AGUENTO, PARÁ.
Isso os ecitou mais meteram com mais força ainda, por mais algum tempo, logo o mulato gozou enchendo meu cu de porra seguido do branco que gozou tambem.

Continua….

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir