A massagem no paciente

A massagem no paciente
Mais um dia normal na clinica, acordo cedo, me arrumo, vou pronta, pensando nas coisas quentes que possa acontecer e, quase sempre acontece, homem não tem jeito, qualquer coisa já fica de piru duro e não sabe se controlar, mas eu adoro isso, me sinto pressionada e atraída, ao ponto de aceitar que puxem minha cabeça e esfreguem no pinto contra a minha vontade!.

E como eu disse, quase sempre acontece, estou eu no consultório quando chamo o próximo paciente, olho a ficha dele e pra minha surpresa, vem o pedido “massagem intima” eu nunca havia visto isso, pois não fazemos esse tipo de massagem lá, mas como eu já havia chamado, resolvi não voltar o pedido/ficha dele e ver o que dava. O rapaz entrou, fechou a porta e sentou na cadeira, perguntei pra ele o que ele quis dizer com massagem intima e a resposta foi bem rápida, ele se levantou e eu já fui dizendo que tinha entendido, mas ele não quis saber, botou o piru pra fora e foi um piru enorme!!! Pedi que ele chegasse perto, maior que meu rosto, fiquei perdida em tanto piru no meu rosto, dei logo um beijo, mandei que ele deitasse na cama sem roupa, levantei da minha cadeira e fui fechar a sala, pois não queria correr risco de alguém abrir a porta, tirei meu jaleco, desci minha calça legging, deixei minha calcinha no joelho, iniciei a massagem, pegando todo aquele piruzão com as mãos e levando direto na boca, dei uma boa chupada, uma lambida na cabeça, esperando ele começar a endurecer, mas o pinto não dava muito sinal de vida, só umas balançadas.

Falei pra ele que podia passar a mão na minha xereca, foi quando ele sem entender olhou para o lado e percebeu que eu estava com a xereca a mostra pra ele, calcinha no meio do joelho, ele levantou da cama assustado, mas eu percebi, o piru dele imediatamente ficou ereto, torto pra cima rsrsrsrs, ele pediu pra mim chegar perto e fez exatamente a mesma coisa que eu fiz nele anteriormente, botou seu rosto na minha xereca dizendo que estava perdido em tanta xereca, voltou a deitar na cama, passei a perna por cima dele e fiquei de bunda virada pra ele, enquanto me deitava por cima do corpo dele pra ficar de cara com o piru dele, agora duro, ainda maior, que delicioso estava, lambia da base até a ponta da cabeça, era um passeio que minha lingua nunca deu, punhetava o pau dele, enquanto a cabeça ficava na minha boca, esse era o maior piru que eu já havia pegado e visto, estava fantástico e, ele então, sem hesitar, pegou na minha bunda, arreganhou bem ela, expôs meu cu pra ele e enfiou 2 dedos, que delicia, como foi de surpresa dei um pulinho, olhei pra ele e dei um sorriso, pedi que ele lambesse e veio a lingua dele, lambendo meu cu, quase tirando ele da minha bunda rsrsrsrs, foi ai que ele levantou da cama, me segurou de quatro e penetrou meu cu, foi inicialmente devagarzinho, mas eu já estava maluca de tesão, pedi pra ele que viesse enfiando tudo, devagarzinho, queria sentir todo aquele piru dentro do meu cu e sentir se poderia aguentar. Ele veio vindo, penetrando, acho que nunca senti tanta pressão dentro do meu corpo, chegou num ponto que começou a doer, só que eu queria mais, deixei vir tudo, senti o saco dele batendo na minha bunda, ele veio morder minha orelha, eu tentei rebolar, doeu… empinei mais a bunda, arreganhei mais com as duas mãos, pedi que ele tirasse e qual foi a resposta ? Óbvio que não tirou, ficou ali, devagarinho, entrando e saindo só um pedacinho, eu estava me remoendo, pensei em gritar socorro, mas ai seria jogar tudo fora, fui aceitando que estava sendo devidamente castigada, logo fui acostumando com a dor, foi sendo prazerosa. Muito bem, ele começou a gozar tudo dentro do meu cu, tirou o piru e me deu um tapa muito forte na bunda, veio com o pinto na minha boca, mandou eu limpar, limpei, fiquei ali deitada por uns minutos, arrasada, com uma dor na bunda… Mas eu estava gostando, ele foi se arrumando, eu estava ainda deitada, quando vem outro tapa, na minha xereca e ele dizendo pra eu me levantar e me arrumar pois ele queria ir embora, mas que voltaria pra fazer massagem com a minha xereca.

Terminou com ele me ajudando a botar a calcinha, levantando minha calça, limpei a cama, liberei ele, repassei a ficha e quando perceberam da massagem intima, apenas disse que era uma massagem nas coxas, mas que envolvia até a virilha, algo normal, mas que tinha pego mal mesmo o jeito como ele colocou rsrsrs. Pedi pra repassar meus pacientes e pedi liberação, vim embora pra casa, tomei um banho e fiquei deitada de bunda pra cima um bom tempo, fiquei dolorida por alguns dias!!! Porém, eu imploro, eu quero maissssss!!!

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir