Maria e os filhos

Maria e os filhos
A Maria de 44 anos tem uma filha de 16 anos e um filho de 14, depois do divórcio viveram sempre muito ligados.
A Maria sempre muito intima dos seus filhos, e sempre os acompanhou em todo o desenvolvimento físico e intelectual. João agora com 14 anos partilhou o quarto com sua irmã Luísa. Em casa as tarefa de limpeza, cozinhar tratar da roupa sempre foram partilhadas com a direcção da sua mãe.
Quando a Luísa chegou a puberdade a mesma coisa disse-lhe Maria, que era natural ter vontade de se tocar e que tivesse cuidado com os rapazes se quisesse ter relações com algum rapaz que falasse com ela antes pois teria de lhe dar alguns concelhos e de usar contraceptivos. A Luísa nunca questionou aquilo que a mãe lhe disse, mas foi sempre colocando algumas questões à mãe.
João que chegou à puberdade foi vendo primeiro o corpo da mãe e o da irmã, e quando começou a ficar de pau duro e a ter ejaculações, falou com a mãe, que lhe disse ser natural e uma prova de que estaria a crescer. A Maria disse que sempre que sentisse desejo se aliviasse no wc, para não incomodar. Se quisesse ter relações com uma miúda seria de avisar antecipadamente. Um dia Maria combinou mesmo uma sessão de “formação” com João, onde alem de uma explicação da fisionomia masculina e feminina também exemplificou com uma penetração seguida de orgasmo com o João. Ele ficou impressionado com esta sessão e no dias seguintes fez mais algumas perguntas à mãe.
Maria muitas vezes juntava ao fim de semana os dois filhos ou um de cada vez na sua cama, e várias foram as vezes que tanto Luísa como João pediram licença para ir ao Wc e aí se aliviaram, mesmo Maria foi fazendo isso regularmente pois no meio das brincadeiras, alguns gestos e alguns toques acabaram por pôr em brasa Maria.
A Luisa já tinha assistido a algumas situações de João no quarto, que João foi finalizar no wc e João tinha assistido à mesma coisa de Luísa.
Um dia, quando estavam com a mãe no quarto perguntaram se podiam fazer aquilo sem estarem a ir para o wc. Maria disse que sim e que quisessem podiam fazer mesmo ali naquela manhã. Aquilo que não queria é que qualquer um dos filhos estivesse a obrigar o outro a assistir a uma sessão de masturbação, mas desde que isso não fosse problema por ela tudo bem.
Luísa perguntou se podiam masturbar-se um ou outro quando tinha desejo, ao que Maria respondeu com um sim mas com cuidado.
Naquela mesma manhã estava Maria a masturbar João enquanto que Luísa acariciava Maria. No meio de tanta brincadeira Maria acabou por meter a piça de João à boca e puxar Luísa para as suas mamas. Maria teve nessa manhã um orgasmo como nunca tinha tido. João também ficou aliviado com o broche que Maria lhe fez. Luísa que ficou para o fim acabou por ter uma lição de como é que se lambe, uma cona como deve ser. Esse minete foi o melhor orgasmo para Luísa. No final ambos os filhos agarrados, cada um à sua mama, acabaram o resto da manhã a chupar a mama enquanto davam com a suas mãos sucessivos orgasmos a Maria.

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir